Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Morfologia » O número do adjetivo – traços peculiares

Morfologia

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

O número do adjetivo – traços peculiares








Em se tratando das peculiaridades relacionadas à classe gramatical ora em estudo, há que se mencionar que estas, semelhantemente aos substantivos, estão condicionadas a fatores diversos.

Dentre tais, ressalta-se o fato de que a flexão de número se restringe aos adjetivos simples e compostos, sendo que nestes a ocorrência segue os mesmos procedimentos da variação de gênero (masculino/feminino) dos adjetivos simples, enquanto que naqueles o adjetivo concorda em número com o substantivo ao qual se refere. Vejamos alguns exemplos:

rapaz elegante – rapazes elegantes
funcionário qualificado – funcionários qualificados.

Nota passível de atenção:

* Os adjetivos que retratam cor, constituídos pela expressão “cor de + o substantivo”, permanecem invariáveis em gênero e número, mesmo quando esta não estiver explícita, apenas subentendida.
Exemplos:

brinquedos cor-de-rosa
camisetas {cor de} laranja
meias {cor de} creme.

Já nos compostos, como dito anteriormente, há alguns fatores aos quais devemos nos atentar, assim evidenciados:

# No caso dos compostos formados por dois adjetivos, somente o segundo elemento é flexionado.
Exemplos:

olhos castanho-escuros
vestidos amarelo-escuros
reformas político-econômicas
culturas greco-romanas

Observação importante:

* Apresentam-se invariáveis os compostos constituídos por “azul-marinho”, “azul-celeste”.
Exemplo:

uniformes azul-marinho.
paredes azul-celeste.

* Nos compostos formados por “surdo-mudo”, os dois elementos são variáveis.
Exemplo:

crianças surdas-mudas.

# Quando representados por compostos em que o segundo elemento é um substantivo, ambos permanecem invariáveis.
Exemplos:

ilustrações verde-mar
detalhes amarelo-canário