Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Sintaxe » Obrigado ou Obrigada: qual utilizar?

Sintaxe

Texto:
por: Mayra Gabriella de Rezende Pavan

Obrigado ou Obrigada: qual utilizar?


A concordância nominal do adjetivo “obrigado”, como expressão de agradecimento, gera muitas dúvidas. Em geral, as pessoas não sabem quando utilizar “obrigado” ou “obrigada”.





O adjetivo “obrigado” é muito usado, mas nem sempre de forma correta. Quando há um homem e uma mulher, como fazer a concordância nominal?
O adjetivo “obrigado” é muito usado, mas nem sempre de forma correta. Quando há um homem e uma mulher, como fazer a concordância nominal?



A concordância nominal é o acordo ou a harmonia que deve acontecer entre artigo, numeral, pronome e adjetivo com o substantivo. Isso acontece em relação ao gênero (feminino e masculino) e ao número (singular e plural). Esta é a regra básica, entretanto, existem algumas palavras ou expressões que podem gerar dúvidas quando utilizadas. Uma delas é o adjetivo obrigado.

A regra de concordância nominal diz que quando obrigado expressa um agradecimento deve concordar com quem fala, ou seja, com o emissor. Veja o exemplo:

A professora entrou na sala e elogiou o trabalho de dois alunos, Maria Luiza e Guilherme. Os alunos, claro, ficaram muito felizes. Então, foram até a mesa da professora.

Maria Luiza falou: Obrigada, professora.

Guilherme falou: Obrigado, professora. 

Muitas pessoas pensam que se estamos agradecendo a uma mulher, devemos falar obrigada. Caso o agradecimento seja endereçado a um homem, então obrigado. No entanto, não é assim. Quem define a concordância desse adjetivo é o sexo de quem está agradecendo. Então, meninas agradecem com obrigada, enquanto os meninos agradecem com obrigado.

Só há uma condição em que obrigado não deve ser flexionado, quando for substantivo. Nesse caso, permanecerá no masculino singular, independente de quem esteja falando.  Aqui é importante lembrar que uma maneira fácil para detectar o substantivo é perceber quem o acompanha, artigo, pronome, numeral e adjetivo são classes gramaticais que, em geral, acompanham o substantivo. Veja o exemplo:

Após ser socorrida, a mulher emocionada falou: “O meu obrigado a Deus e a todos os bombeiros que ajudaram no resgate.”.

A partir de agora, todos podem utilizar a “palavrinha mágica” sem perigo de errar. Basta aplicar a regra!