Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Sintaxe » Orações subordinadas desenvolvidas e reduzidas

Sintaxe

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Orações subordinadas desenvolvidas e reduzidas








As orações subordinadas desenvolvidas e reduzidas são demarcadas por alguns aspectos
As orações subordinadas desenvolvidas e reduzidas são demarcadas por alguns aspectos

Partindo de um princípio bem simples, eis que os exemplos a seguir proporcionarão a você os subsídios necessários ao perfeito entendimento acerca do assunto em discussão. Observe:

A garota afirmou que precisava de ajuda.

Temos aqui duas orações: a primeira, denominada principal = a garota afirmou;

E a segunda, classificada como oração subordinada substantiva objetiva direta = que precisava de ajuda.

Atendo-nos a uma análise de ambas, constatamos dois aspectos elementares:

* A segunda oração (subordinada) se inicia por uma conjunção integrante, que no caso é representada pelo “que”;

* O verbo (no caso, precisar) se expressa de forma flexionada (precisava);

Dessa forma, dizemos que todo o enunciado linguístico (a oração por completo) se constitui de uma oração subordinada desenvolvida.

Analisemos essa mesma oração, só que de outra forma:

   A garota afirmou                  precisar de ajuda.
1ª oração (principal)    subordinada substantiva reduzida

No quesito “classificação” a oração em nada mudou (ainda continua sendo uma subordinada substantiva objetiva direta). Alguns detalhes mudam, no entanto. Observe:

* Notamos que a segunda oração não mais se inicia por uma conjunção integrante;

* O verbo, pertencente à subordinada, é expresso por uma das formas nominais = precisar (infinitivo).

Permite-nos, portanto, afirmar que se trata de uma oração subordinada reduzida.

Diante dos pressupostos até aqui elucidados, concluímos que entre a subordinada desenvolvida e a reduzida há diferenças, as quais são demarcadas por alguns pormenores. Esquematizando-os, obtemos:

Quadro-síntese das subordinadas substantivas

Não raro ocorre com as subordinadas adjetivas, haja vista que elas também se classificam em desenvolvidas e reduzidas. Assim, para que você possa demarcar tais diferenças, analise:

Observávamos os alunos          que estudavam na biblioteca.
1ª oração (principal)               Or. subord. adjetiva restritiva desenvolvida

Ocorre, portanto, que é possível analisá-la de outra forma:

Observávamos os alunos             estudando na biblioteca.
      1ª oração                                  subordinada adjetiva reduzida

Vamos ao quadro que sintetiza os pontos relevantes:

Principais características das subordinadas adjetivas

Por último temos as subordinadas adverbiais que, como não poderia ser diferente, apresentam as mesmas características das subordinadas substantivas e das adjetivas, ou seja, podem se classificar em desenvolvidas e reduzidas. Para tanto, analise-as:

Assim que cheguei ao trabalho                      soube da notícia.
Oração subord. adverbial desenvolvida          Or. principal

Essa mesma oração também pode se apresentar da seguinte forma:

Chegando ao trabalho                soube da notícia.
Or. subord. adverbial reduzida     Or. principal

Veja, pois, os traços que as demarcam:

Diferenças entre as subordinadas desenvolvidas e reduzidas