Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Pontuação » O uso da vírgula entre os períodos compostos por subordinação

Pontuação

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

O uso da vírgula entre os períodos compostos por subordinação








A vírgula, assim como tantos outros elementos relacionados aos conteúdos gramaticais, encontra-se submetida a determinadas regras no que se refere à sua aplicabilidade ou não. Dentre as várias circunstâncias em que este sinal de pontuação se faz presente, destacam-se os períodos compostos por subordinação e coordenação.

Assim sendo, atendo-nos ao objetivo de nos tornarmos um pouco mais familiarizados com o assunto em questão, de modo a constatarmos como realmente se materializam tais ocorrências, analisaremos alguns casos:

A vírgula entre orações subordinadas e a principal:

* Orações subordinadas substantivas:

Não se recomenda o uso da vírgula entre as orações subordinadas substantivas e a oração principal.

Ex: Não permito | que você faça parte do meu grupo.
Oração principal| oração subordinada substantiva objetiva direta.

Observação importante:

O uso da vírgula somente se aplica às orações subordinadas substantivas apositivas, podendo também ser demarcadas pelos dois-pontos.

Ex: Minha esperança é somente esta |, que você possa um dia me entender.
Oração principal                                       | oração subordinada substantiva apositiva.


* Orações subordinadas adjetivas

- As orações subordinadas adjetivas restritivas não são separadas por vírgula.

Ex: A menina| que estuda no colégio Dom Bosco | recebeu a premiação.
Or. principal  | or. subordinada adjetiva restritiva    | oração principal.

- As orações subordinadas adjetivas explicativas vêm sempre demarcadas pela vírgula.

Ex: Dom Casmurro, obra de Machado de Assis, é uma excelente opção de leitura.
Oração principal       | subordinada explicativa      | oração principal.


* Orações subordinadas adverbiais

Geralmente, recomenda-se o uso da vírgula em todas as orações subordinadas adverbiais.

Ex: Como desejava passar no vestibular|, matriculou-se em cursinho especializado.
Oração subordinada adverbial causal     | oração principal.

Atenção:

Caso a oração subordinada esteja posposta à principal, o uso da vírgula é dispensado.

Preparamo-nos com bastante antecedência |para não perdermos o espetáculo.
Oração principal                                                    | oração subordinada adverbial final.


* Orações subordinadas reduzidas

A mesma regra que se aplica às subordinadas desenvolvidas, aplica-se também às reduzidas, ou seja, quando a oração reduzida vier antes da principal, a vírgula é necessária, e quando vier depois, não é obrigatória.

Exemplos:

Para acalmar os pequenos |, sugeri uma leitura.
Or. subord. adv. reduzida      | oração principal.

Sugeri uma leitura | para acalmar os pequenos.
Oração principal     | oração subordinada adverbial reduzida.