Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Morfologia » Pronomes interrogativos

Morfologia

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Pronomes interrogativos








Uma das particularidades que norteiam a classe gramatical representada pelos pronomes interrogativos se atém ao fato de eles, semelhantemente aos pronomes indefinidos, referirem-se à terceira pessoa do discurso de modo vago, impreciso.

Quanto ao atributo de suas funções, são utilizados quando se deseja formular uma pergunta, sendo essa de forma direta ou indireta, perfeitamente compreensível em:


Temos que o primeiro enunciado representa a forma direta, e o segundo, a indireta.

No intuito de conhecê-los melhor, ater-nos-emos à tabela em evidência:


No que se refere ao emprego dos pronomes interrogativos, temos que:

a) Em se tratando da linguagem coloquial, comumente identificamos a repetição da palavra “que”, com vistas a conferir um caráter enfático à mensagem.
Exemplo:

Não acredito! Quê que eles têm a ver com isso?

b) Emprega-se o pronome interrogativo “que” como pronome substantivo ou adjetivo. Quando na condição de substantivo se refere ao sentido de “que coisa”, e na de adjetivo denota “que espécie de”.
Exemplo:

Que prato mais te aguça o paladar? (que espécie de prato)
Que queres do supermercado? (que coisa queres)

c) Sempre se emprega o pronome “quem” em função substantiva.
Exemplo:

Quem não conseguiu terminar o trabalho?
sujeito

d) O pronome “quanto” pode ser empregado como pronome substantivo ou pronome adjetivo:
Exemplos:

Quanto tempo levou para chegar a Maceió?
Quanto você cobrará pelo serviço?