Você está aqui: Página Inicial » Literatura » Gêneros Literários » Gênero Narrativo

Gêneros Literários

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Gênero Narrativo









O referido gênero remonta à Antiguidade e, posteriormente, se adentrou pelo tempo



De acordo com os padrões literários greco-romanos pertencentes à Antiguidade Clássica, o referido gênero era representado pelas epopeias, narrativas constituídas por personagens, ação, tempo e espaço, compostas em forma de versos.

Retratavam a grandiosidade ligada aos feitos heroicos de um povo com a participação de entes sobrenaturais relacionados à Mitologia Pagã, como as musas e deuses, agindo contra ou a favor de um determinado acontecimento ao longo de todo o relato.

As principais epopeias foram: a Ilíada e a Odisseia, atribuídas ao poeta grego Homero, séc. VII a.C., ambas tinham como relato as lendárias histórias da Guerra de Troia. Os heróis homéricos são agressivos e ferozes nas batalhas, mas pacíficos e justos na vida normal.

A outra é Eneida, do poeta romano Virgílio, séc. I. a. C., que narra a lenda da fundação de Roma e exalta a grandeza do Império Romano. Os heróis virgilianos são corajosos e especialmente piedosos, caracterizados por versos nos quais a temática perfez-se de três palavras de ordem: justiça, virtude e piedade.

A partir do advento de uma nova concepção, ligada às ideias da era Clássica, desenvolveram-se na literatura ocidental, outros gêneros oriundos das grandes epopeias: os narrativos, caracterizados pela representação de um mundo mais voltado para a vida individual por meio da ficção, ora traduzida para a linguagem verbal, agora sob a forma prosaica.

Representando os principais gêneros narrativos, temos:

O romance – Trata-se de uma narrativa longa, geralmente estruturada em capítulos, compondo-se por vários personagens, onde vários conflitos estão ligados a um conflito principal, formando desta forma o que chamamos de enredo. Suas origens remontam à Idade Média, mas a forma atual desenvolveu-se desde o século XVIII.

A novela – Os episódios são realizados de forma ininterrupta e dinâmica. Os espaços são bem delimitados e o enredo corrobora-se para o desfecho da narrativa e para a resolução de variados conflitos. Atualmente, as novelas televisivas visam ao entretenimento.

O conto – Caracteriza-se por uma narrativa curta, envolvendo poucos personagens, onde o enredo gira em torno de apenas um conflito que se resolve em pouco tempo.

A crônica – Compõe-se de um texto curto, retratando fatos corriqueiros ligados à vida cotidiana, envolvendo aspectos políticos, esportivos ou artísticos. Estruturalmente é redigida de forma livre e pessoal.

A fábula – Composta por personagens animais, possui um cunho pedagógico, visando transmitir noções relacionadas à moral e à ética humana. Sua estrutura é simples e de curta duração.