Você está aqui: Página Inicial » Gramática » Ortografia » Dúvidas lexicais

Ortografia

Texto:
por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Dúvidas lexicais








As dúvidas lexicais fazem parte da rotina de qualquer usuário do sistema linguístico
As dúvidas lexicais fazem parte da rotina de qualquer usuário do sistema linguístico

Ao fazermos referência às dúvidas lexicais, não estamos diante de nenhum fato inusitado, haja vista que elas tendem a nos acompanhar, mesmo porque não é sempre que temos conosco um dicionário.

Em face dessa realidade, sobretudo em razão de tais dúvidas estarem relacionadas à semântica que determinadas palavras apresentam – ocorrência que irá “desaguar” nas questões ortográficas –, passemos a estabelecer familiaridade com exemplos que ilustram o caso em questão:

A favor / Em favor...

Dependendo do contexto em que se encontrarem inseridas, sobretudo do termo que as anteceder, ambas as expressões são consideradas corretas, tais como em:

Toda aquela torcida se manifestou em favor da tão conquistada vitória.

Manteve-se neutro durante a reunião, não se mostrando nem contra nem a favor.

A tempo / Em tempo...

Semelhantemente ao caso anterior, as expressões em discussão são consideradas adequadas mediante o padrão formal da linguagem. No entanto, a mais usual se revela pela expressão “a tempo”. Como exemplo, citamos:

Como percebeu que não ia chegar a tempo, resolveu avisar.

Diuturno / Diurno...

Diuturno denota aquele trabalho realizado de forma contínua, ou seja, de longa duração. Observe:

Diuturnamente realiza trabalhos com entidades carentes.

Diurno diz respeito àquele trabalho realizado durante o dia. Veja:

O expediente de trabalho daqueles operários é diurno.

A pé / De pé / Em pé...

A pé se revela pelo sentido de se deslocar de um local para outro, sem qualquer tipo de veículo. Note:

Ele sempre vai a pé.

No sentido de continuar, manter-se, usamos a expressão de pé. Constate:

Ainda está de pé nossa decisão?

Em pé consiste no ato de se encontrar ereto sobre os próprios pés. Observe:

Sempre de pé observava quem se aproximava do local.