Você está aqui:
  1. Página Inicial
  2. Gramática
  3. Ortografia
  4. Demais ou de mais

Ortografia

Texto:

Demais ou de mais



Saber usar demais ou de mais é uma dúvida bastante frequente, porque os dois termos existem na língua portuguesa. Essas expressões são chamadas de homônimas, por terem o mesmo som, mas significados diferentes. Assim, é fundamental entender como funcionam para poder empregá-las no contexto adequado.

Leia também: Cinco dúvidas da língua portuguesa

A palavra demais é um advérbio de intensidade, já de mais é uma locução adjetiva. Nem sempre saber a categoria gramatical dos termos ajuda a compreender como atuam na prática. Então vejamos quando cada uma dessas palavras pode ser adotada.

Muitos pares de palavras da nossa língua, como demais e de mais, causam insegurança na escrita por causa do som igual.
Muitos pares de palavras da nossa língua, como demais e de mais, causam insegurança na escrita por causa do som igual.

Quando usar demais?

A palavra demais, escrita tudo junto, é considerada um advérbio de intensidade. Assim, tem a capacidade de intensificar um verbo, um adjetivo ou um advérbio. Nesse caso, demais significa algo em demasia e exprime excesso. Mas demais também assume a função de pronome indefinido e significa os outros, os restantes.

Veja alguns exemplos:

“Demais” como advérbio:

Ele está obeso porque come demais.

Gritamos demais no jogo e estamos roucos.

Eu amo essa cantora, ela é demais!

Meu filho adolescente dorme demais.

Ando preocupado demais com as coisas.

É tarde demais para sair sozinha.

“Demais” como pronome indefinido:

Os candidatos aprovados permanecem, os demais podem sair.

Quando alguém gosta de apenas um estilo musical, todos os demais irritam-se.

Conhecemos o motivo principal do rompimento, os demais não foram divulgados.

Quando usar de mais?

Por sua vez, a expressão de mais é uma locução adjetiva que manifesta quantidade. Uma locução adjetiva é formada por uma preposição mais um advérbio ou substantivo, tendo a função de adjetivo na frase. Por isso, está sempre ligada a um substantivo, já que os adjetivos caracterizam os substantivos.

Mesmo assim, em algumas frases, ainda pode haver receio se o certo é de mais. Para verificar, basta substituir pelo antônimo de menos. Se a palavra contrária couber, pode usar sem medo. Veja alguns exemplos:

Essa sobremesa tem açúcar de mais para o meu paladar.

Preparei comida de mais, vou precisar congelar.

É só uma festinha, não tem nada de mais.

Você não acha que está colocando coisa de mais na mala?

Tenho serviço de mais para fazer hoje.

Tinha gente de mais no banco, não aguentei esperar.

Leia também: Debaixo ou de baixo?

Exercícios resolvidos

1 – Complete as lacunas com demais ou de mais.

a) O jogo não terminou, não comemore cedo _____.
b) Tenho contas _____ e dinheiro de menos.
c) Eu moro longe _____ da escola, por isso não venho a pé.
d) Acabei escrevendo ______ na redação e não coube na folha.
e) Ela não me contou nada _____.
f) Vocês três estão dispensados, os _______ ficam.

Solução: as alternativas a, c, d precisam do advérbio demais, por causa do sentido de intensidade; as alternativas b, e pedem de mais, para que os substantivos sejam adjetivados; a alternativa f requer o uso do pronome demais.

2 - Indique as alternativas em que a locução de mais foi empregada de maneira correta: 

a) Essa fruta é boa de mais!
b) A prova estava difícil de mais, acho que fui mal.
c) Esperei de mais por esse momento.
d) Os de mais alunos estão atrasados.
e) Tudo que é de mais sobra.

Solução: Apenas a alternativa e está correta, pois em a, b, c deveria ser demais, expressando intensidade; em d, o pronome demais.


Por: Paula Piva