Você está aqui:
  1. Página Inicial
  2. Literatura
  3. Gêneros Literários

Gêneros Literários

Os gêneros literários são classificações em grupo dos diversos tipos de obras literárias existentes.




Existem diversos tipos de produções literárias – romances, poemas, contos, tragédias, comédias etc. – e, para melhor compreendê-los, os estudos linguísticos e literários organizaram essas produções em grupos, os chamados gêneros literários. Por definição, gêneros literários podem ser compreendidos como conjuntos de textos da literatura classificados segundo suas especificidades.

Tipos de gêneros literários clássicos

Desde as primeiras produções literárias até hoje, muitos tipos de obras foram criados. Um dos primeiros pensadores a observar essa variedade de literatura foi Aristóteles. No seu livro A poética, o autor ressalta que existiam basicamente três gêneros literários, aos quais, hoje, chamamos “gêneros clássicos”:

  • Gênero lírico

A lírica clássica – assim chamada por ser uma produção literária acompanhada por instrumentos musicais gregos, tais quais a lira – poderia ser, de modo genérico, comparada com o que hoje conhecemos como poesia. Entretanto, para ser mais específico, é possível dizer que os poemas líricos seriam aqueles que expressavam sentimentos e apresentavam uma visão particular da existência. Uma das poetas líricas mais conhecidas é Safo de Lesbos. Veja, a seguir, um fragmento de poema dela:

“O amor agita meu espírito

como se fosse o vendaval

a desabar sobre os carvalhos”

Safo de Lesbos

Saiba mais: Leia estes cinco poemas que são ótimos exemplos desse gênero literário

  • Gênero épico

A épica ou epopeia pode ser definida como sendo um gênero narrativo clássico, no qual os grandes feitos de um povo são cantados. Não há, em tese, nos textos épicos, visões particulares da existência, mas sim uma perspectiva geral da nação como um todo. Algumas das epopeias gregas mais conhecidas são Ilíada e Odisseia, cuja autoria é declarada a Homero.

Há, também, epopeias posteriores ao Período Clássico que, embora alterem algumas características do gênero, preservam a nomenclatura de texto épico. Alguns deles são A divina comédia, de Dante Alighieri, e Os lusíadas, de Luís de Camões. Veja, a seguir, os primeiros versos do poema épico português:

“As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados,
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;

E também as memórias gloriosas
Daqueles Reis, que foram dilatando
A Fé, o Império, e as terras viciosas
De África e de Ásia andaram devastando;
E aqueles, que por obras valerosas
Se vão da lei da morte libertando;
Cantando espalharei por toda parte,
Se a tanto me ajudar o engenho e arte.

Cessem do sábio Grego e do Troiano
As navegações grandes que fizeram;
Cale-se de Alexandro e de Trajano
A fama das vitórias que tiveram;
Que eu canto o peito ilustre Lusitano,
A quem Neptuno e Marte obedeceram:
Cesse tudo o que a Musa antiga canta,
Que outro valor mais alto se alevanta.”

Os lusíadas, Luís de Camões

Leia mais: Conheça o movimento literário que no Brasil produziu textos épicos

  • Gênero dramático

O gênero dramático, subdividido por Aristóteles em tragédias e comédias, é aquele tipo de texto literário criado para ser encenado, ou seja, para transformar-se em uma peça de teatro.

Híbrido entre a literatura e as artes cênicas, o gênero dramático sempre acompanhou a história da humanidade, desde as encenações ritualísticas tribais e religiosas até o teatro contemporâneo. Umas das peças mais famosas da Grécia Antiga é Édipo Rei, de Sófocles.

Acesse também: Conheça mais sobre este grande autor de textos dramáticos do Brasil

Gêneros literários modernos

Com o passar dos anos, novos gêneros foram sendo criados e reproduzidos na literatura. Hoje, diversos novos tipos literários circulam nas livrarias e bibliotecas, e a divisão de Aristóteles já não consegue abarcar a complexidade atual. Alguns desses novos gêneros são:

  • Romance: narrativas longas, com vários conflitos e uma complexa rede de personagens;
  • Novela: narrativa de tamanho mediano, com poucos conflitos;
  • Conto: narrativa curta e com conflito único;
  • Crônica: textos narrativo-reflexivos cuja temática é vinculada ao cotidiano das cidades;
  • Poema: textos escritos em verso que apresentam visões particulares sobre si, a existência ou a própria linguagem;
  • Canção: gênero híbrido entre a literatura e a música;
  • Drama histórico: peças de teatro cuja temática vincula-se a um fato histórico;
  • Teatro de vanguarda: obras teatrais produzidas sob influência das vanguardas europeias no século XX.

Resumo

Os gêneros literários são classificações em grupos dos diversos tipos de obras literárias que existem. Alguns deles são:

⇒ Gêneros clássicos:

  • Lírico
  • Épico
  • Dramático

⇒ Gêneros atuais:

  • Romance
  • Novela
  • Conto
  • Crônica
  • Poema
  • Canção
  • Drama histórico
  • Teatro de vanguarda

Exercícios resolvidos

1. (Enem 2016)  Receita

Tome-se um poeta não cansado,

Uma nuvem de sonho e uma flor,

Três gotas de tristeza, um tom dourado,

Uma veia sangrando de pavor.

Quando a massa já ferve e se retorce

Deita-se a luz dum corpo de mulher,

Duma pitada de morte se reforce,

Que um amor de poeta assim requer.

SARAMAGO, J. Os poemas possíveis.

Alfragide: Caminho, 1997.

Os gêneros textuais caracterizam-se por serem relativamente estáveis e podem reconfigurar-se em função do propósito comunicativo. Esse texto constitui uma mescla de gêneros, pois

a) introduz procedimentos prescritivos na composição do poema.  

b) explicita as etapas essenciais à preparação de uma receita.  

c) explora elementos temáticos presentes em uma receita.  

d) apresenta organização estrutural típica de um poema.  

e) utiliza linguagem figurada na construção do poema.  

GABARITO

01. [A]

O escritor José Saramago utiliza elementos do gênero “receita” por meio do caráter descritivo acrescentado aos versos. Um exemplo disso seria a flexão imperativa dos verbos “tome-se” e “deita-se”.

2. (Enem 2016)  Primeira lição

Os gêneros de poesia são: lírico, satírico, didático, épico, ligeiro.

O gênero lírico compreende o lirismo.

Lirismo é a tradução de um sentimento subjetivo, sincero e pessoal.

É a linguagem do coração, do amor.

O lirismo é assim denominado porque em outros tempos os versos sentimentais eram declamados ao som da lira.

O lirismo pode ser:

a) Elegíaco, quando trata de assuntos tristes, quase sempre a morte.

b) Bucólico, quando versa sobre assuntos campestres.

c) Erótico, quando versa sobre o amor.

O lirismo elegíaco compreende a elegia, a nênia, a endecha, o epitáfio e o epicédio.

Elegia é uma poesia que trata de assuntos tristes.

Nênia é uma poesia em homenagem a uma pessoa morta.

Era declamada junto à fogueira onde o cadáver era incinerado.

Endecha é uma poesia que revela as dores do coração.

Epitáfio é um pequeno verso gravado em pedras tumulares.

Epicédio é uma poesia onde o poeta relata a vida de uma pessoa morta.

CESAR, A. C. Poética, São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

No poema de Ana Cristina Cesar, a relação entre as definições apresentadas e o processo de construção do texto indica que o(a)

a) caráter descritivo dos versos assinala uma concepção irônica de lirismo.  

b) tom explicativo e contido constitui uma forma peculiar de expressão poética.  

c) seleção e o recorte do tema revelam uma visão pessimista da criação artística.  

d) enumeração de distintas manifestações líricas produz um efeito de impessoalidade.  

e) referência a gêneros poéticos clássicos expressa a adesão do eu lírico às tradições literárias.  

GABARITO

02. [B]

O tom explicativo e contido – que, vale dizer, não é típico de poemas – é comprovado pelas definições de “gêneros de poesia” apresentadas no texto de Ana Cristina Cesar. 


Os gêneros literários resultam dos diversos tipos de produção literária existentes.
Os gêneros literários resultam dos diversos tipos de produção literária existentes.

Por: Fernando Marinho

Artigos de "Gêneros Literários"