As locuções prepositivas – analisando-as minuciosamente

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte

À medida que desenvolvemos nossa competência no que tange à apreensão dos fatos que norteiam a língua, constatamos que cada vez mais o emprego de determinadas expressões “ferem” a modalidade concebida como padrão. Pelo fato de serem imperceptíveis aos olhos de quem as profere, mesmo porque, na maioria das vezes, falta-lhe aptidão para reconhecer tal aspecto, acabam se tornando modismos.

Em função disso, é inegável estarmos conscientes de que somos regidos por um sistema único, comum a todos os usuários, e adequá-lo às diferentes situações de comunicação é, antes de tudo, sinal de competência linguística. Partindo-se deste pressuposto, ampliemos nosso conhecimento no que tange ao assunto em questão, sobretudo no que se refere ao emprego das locuções prepositivas.

Provavelmente, após tomarmos conhecimento de alguns casos representativos, estaremos aptos a identificar possíveis “desvios” ao estabelecermos contato com discursos desta natureza:



Assim, de modo a constatá-los, analisemos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Cedilha

Afinal, por que a cedilha não está entre as letras do nosso alfabeto?

Modo dos verbos

O verbo pode ser flexionado de três formas diferentes. Revise já!

A ou há?

Aprenda agora mesmo a usar cada uma dessas expressões.

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background