Dígrafos

Por Luciana Kuchenbecker Araújo

Os dígrafos ocorrem quando duas letras são usadas para representar um único fonema, ou seja, uma única emissão de som. Os dígrafos podem ser consonantais ou vocálicos.

Os dígrafos ocorrem quando duas consoantes juntas formam um único fonema
Os dígrafos ocorrem quando duas consoantes juntas formam um único fonema

Os dígrafos ocorrem quando duas letras são utilizadas para representar um único fonema. Existem dois tipos de dígrafos na Língua Portuguesa:

  1. Dígrafos consonantais;

  2. Dígrafos vocálicos.

Vejamos cada um deles:

1. Dígrafos consonantais

ch – machismo, choro, chuva.

lh – agulha, milho, palhaço.

nh – sobrinho, sonho, pertinho.

rr – correto, carro, arriscado.

ss – ssaro, assumir, assassino.

sc – descendência, descer, crescer.

sç – creo, nao, dea.

xc – exceto, excelência, excerto.

xs – exsuar, exsudar.

gu gueixa, sagui, linguiça.

quaquilo, quarto, queijo.

Atenção:

  • Somente serão considerados dígrafos as letras gu e qu quando estiverem seguidas das vogais 'e' ou 'i', representando os fonemas /g/ e /k/.

Observe os exemplos:

Guia, queijo, quilo, água, águia, quando.

Veja que, nesses casos, a letra 'u' não representa nenhum fonema.

Observe os exemplos:

1. São separados na divisão silábica:

rr – car-ro-ça

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

ss – pas-sa-gem

sc – as-cen-der

sç – cres-ça

xc – ex-ce-to

xs – ex-su-dar

2. Não são separados na divisão silábica:

ch – cho-veu

lh – i-lha-do

nh – ti-nha

gu – gui-sa-do

qu – quei-jo

2. Dígrafos vocálicos

Os dígrafos vocálicos são formados quando as vogais são sucedidas das consoantes 'n' ou 'm', representando fonemas vocálicos nasalizados, isto é, quando as correntes de ar que saem dos pulmões passam pelo nariz e pela boca.

Observe alguns exemplos:

am – amparo, ampola.

an – sanguento, antítese.

em – emprego, empada.

en – frequento, entrada.

im – limpeza, Pimpão.

in – introdução, tinta.

om – arromba, ombreira

on – sonsa, onça.

um – umbigo, nenhum.

un – untar, denúncia.


Aproveite para conferir nossa videoaula relacionada ao assunto:

Mais procurados

Coco, côco ou cocô?

Coco”, “côco” e “cocô” são palavras que causam bastante dúvida na escrita. Estão corretas apenas “coco” e “cocô”.

Liev Tolstói

Ele é um dos principais nomes do realismo em seu país e escreveu livros famosos, como os romances Guerra e paz e Anna Karenina.

Ultrarromantismo

O Ultrarromantismo é um movimento literário que corresponde à segunda fase romântica das literaturas portuguesa e brasileira.

Vim ou vir?

Tanto a forma “vim” quanto a forma “vir” estão corretas, mas cada uma delas é usada em situações específicas.

Memórias póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas é o primeiro romance realista de Machado de Assis

Mais procurados background