Biografia

Por Talliandre Matos

A biografia é um gênero textual que relata a vida de uma pessoa importante e/ou conhecida socialmente, apresentando suas principais ações e experiências, bem como seus legados. O texto pode ser escrito em 1ª pessoa, a autobiografia, ou em 3ª pessoa, a biografia.

Sua estrutura inicia com a apresentação do biografado, seguida dos relatos cronológicos de sua vida e, por fim, uma conclusão que traz o seu legado ou sua condição de vida atual. Atualmente, a biografia tem se ampliado a novas formas, como a minibiografia presente em gêneros digitais.

Leia também: Carta pessoal — gênero que transmite mensagens subjetivas entre dois interlocutores

O que é uma biografia?

O gênero textual biografia relata a vida de determinada pessoa conhecida socialmente. A sua intenção é destacar e compartilhar as experiências e ações desse indivíduo, que conquistou um reconhecimento e relevância social para certo grupo, em determinado tempo e espaço histórico.

A biografia tem a função social de compartilhar, ao amplo público, o relato de vida de uma importante pessoa, de modo a popularizar ou acessibilizar esse conhecimento. Um indivíduo biografado deve ter uma relevância coletiva, por isso a divulgação de sua vida se torna importante para um conhecimento cultural e reconhecimento de figuras influentes.

Historicamente, a biografia é conhecida na forma de livro, geralmente relatando todo o percurso de vida do biografado, muitas vezes já falecido. De modo gradual, as biografias de pessoas vivas começaram a se popularizar, alcançando postos de best-sellers. Na atualidade, entretanto, a biografia tem evoluído para novas formas.

Diante do avanço tecnológico e do crescimento dos gêneros digitais, a biografia passou a tomar novas formas, principalmente as chamadas “minibiografias”, que visam apresentar fatos e experiências pontuais que sejam relevantes ao aspecto específico da plataforma ou do gênero. Assim, encontramos a biografia em livros, sites de internet, jornais, revistas, blogs, redes sociais, etc.

Características da biografia

A biografia exige um criterioso trabalho de pesquisa sobre a vida do biografado.
A biografia exige um criterioso trabalho de pesquisa sobre a vida do biografado.

A biografia apresenta predominância do tipo textual narrativo, pois é um discurso que relata acontecimentos vividos pelo biografado. Entretanto, é possível que outros tipos também se façam presentes, como o descritivo, explicativo e até o argumentativo. Essa mescla deve servir ao propósito de melhor organizar o texto e apresentar a vida do sujeito.

O texto é narrado em terceira pessoa do singular, quando é uma biografia, ou seja, um autor relata a vida de outra pessoa; ou pode ser narrado em primeira pessoa, quando é uma autobiografia, ou seja, o sujeito narra sua própria vida. Elementos de tempo e espaço também se fazem presentes, caracterizando as fases e os locais relevantes na jornada do biografado.

Por trabalhar com um único personagem central, a biografia apresenta recorrente uso de pronomes e substantivos que servem para retomar o referente, encadeando as partes sem uma repetição prejudicial. Os verbos de ação aparecem predominantemente, e os tempos verbais mais utilizados são o pretérito perfeito do indicativo ou presente histórico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por trabalhar com diferentes tempos e espaços, a biografia comumente apresenta os adjuntos adverbiais modais e espaciais com frequência. Por outro lado, os adjetivos são evitados nesse gênero. O tipo de linguagem varia a partir da temática, do autor e do biografado, pois o gênero permite uma flexibilidade linguística. O texto pode apresentar a variedade informal, desde que respeite, minimamente, as regras gramaticais.

A narração biográfica costuma apresentar a informalidade linguística, principalmente naquelas narradas em terceira pessoa. Busca-se apresentar um relato objetivo. Além da linguagem verbal, a biografia pode apresentar outros textos, como imagens do autor, de fases de sua vida, de documentos etc.

Estruturalmente, o gênero se divide no esquema apresentado a seguir.

  • Título da biografia: comumente é o nome do biografado, acompanhado de uma frase ou expressão que representa simbolicamente sua trajetória.
  • Introdução: texto inicial que apresenta as informações de origem do biografado, como data e local de nascimento, referência familiar, informações importantes sobre a infância e o contexto de formação.
  • Corpo do texto: a grande parte do corpo do texto apresenta a sequência de relatos, cronologicamente organizados, apresentando as ações e experiências do biografado ao longo da vida.
  • Conclusão: apresenta um encerramento do relato e pode contar os últimos momentos de vida do biografado, ou as últimas informações do recorte temporal escolhido. Por escolha do autor, a conclusão também pode apresentar considerações finais a respeito da importância dessa biografia e desse sujeito.

Veja também: Quais são os tipos textuais?

Como fazer uma biografia

Fazer uma boa biografia requer antes um amplo estudo, criterioso e crítico, a respeito do indivíduo que será biografado. Há que se cuidar também com as interpretações e julgamentos pessoais que possam interferir negativamente no texto, ao construir uma imagem pessoal e não objetiva do biografado. Além disso, é necessário atentar à organização estrutural e linguística do texto. Sendo assim, seguem abaixo algumas dicas de como fazer uma biografia.

  • Inicie com informações da origem do autor, como data e local de nascimento, nome dos familiares cuidadores, características econômicas, sociais e pessoais da família, e curiosidades. A depender do texto, pode-se inserir, também: a idade atual ou a data de falecimento; cargo e/ou títulos principais do biografado.
  • Relate os principais acontecimentos da vida do biografado em ordem cronológica. A quantidade de fatos varia a depender do tamanho do texto. Busque apresentar o máximo de informações relevantes dentro do tamanho possível. Delimite os diferentes tempos e espaços com marcadores como “Na infância, a biografada começou a estudar piano”; “Ao entrar na universidade, a biografada muda-se de cidade…”.
  • Conclua o texto com as últimas informações da vida do biografado. Se for uma pessoa ainda viva, pode-se informar a situação atual do sujeito: se trabalha ou está aposentado; se mora no mesmo país ou vive em outro lugar, etc. Se for uma pessoa falecida, é possível informar as contribuições deixadas pelo autor, como as influências para determinada área do conhecimento, estudos publicados, obras artísticas, ou ainda associações, institutos e outras organizações criadas por sua inspiração.

Tipos de biografias

A biografia pode apresentar diferentes formas. Atualmente, com o avanço dos textos digitais, o gênero tem sido adaptado a diversas plataformas, propondo minibiografias que pontuam os aspectos mais relevantes para o propósito do espaço. Em relação à autoria, o gênero também pode variar entre biografia e autobiografia.

  • Biografia: texto escrito em terceira pessoa após um criterioso trabalho de pesquisa; aquele que escreve (biógrafo) relata a vida de outra pessoa (biografado).
  • Autobiografia: texto escrito em primeira pessoa; aquele que escreve relata sua própria vida, sendo, portanto, biógrafo e biografado simultaneamente.
  • Biografia completa: texto que visa abarcar todo o percurso de vida de determinado indivíduo, logo possui uma extensão maior, comumente publicado em formato de livro.
  • Minibiografia: texto que visa abarcar um recorte de tempo da vida do biografado, ou focalizar em uma área da vida, como carreira profissional, acadêmica, relação familiar, etc.

Biografia não autorizada

A biografia não autorizada é o texto que, apesar de apresentar o relato da vida de um indivíduo, não possui autorização do biografado. Se a pessoa que está sendo biografada não autoriza a publicação de determinada obra, ela não pode ser utilizada com fins comerciais. Além disso, há de se tomar cuidado com toda crítica ou informação exposta, pois conteúdos difamatórios também não são adequados e podem ser judicialmente penalizados.

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Hiato

Saiba como separar as sílabas das palavras que possuem hiato.

Vogal temática

Toda palavra possui uma vogal temática: mito ou verdade?

Complementos verbais

Que tal fazer uma revisão sobre complementos verbais agora?

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background