Interjeições

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte



Percebeu quão diversificados são os recursos linguísticos dos quais podemos compartilhar para compor nosso discurso? Servimo-nos de forma específica das preposições, cuja finalidade se atribui à forma pela qual expressamos os mais variados sentimentos que norteiam nossa vivência.

Diante disso, as circunstâncias em que se mostram aplicáveis se referem às intenções do próprio emissor, retratadas e representadas por:


Observações importantes:

* Quaisquer que sejam os sentimentos retratados, estes virão sempre acompanhados do sinal de pontuação, demarcado por “!”.

* Não devemos confundir o termo “ó” com o “oh”, que revela admiração, pois este necessariamente prescindirá da pontuação, enquanto que aquele, funcionando como vocativo, não.
Exemplos:

Ó Deus, proteja-me.
Oh! quanta gentileza de sua parte.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Cedilha

Afinal, por que a cedilha não está entre as letras do nosso alfabeto?

Modo dos verbos

O verbo pode ser flexionado de três formas diferentes. Revise já!

A ou há?

Aprenda agora mesmo a usar cada uma dessas expressões.

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background