Complemento nominal

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte

O complemento nominal se caracteriza como aquele termo que completa o sentido dos nomes, demarcados pelo substantivo, adjetivo e advérbio.

Falar sobre o complemento nominal nos instiga a fazer algumas menções a aspectos de ordem gramatical, ou seja, por que nominal? Antes de tudo, precisamos reconhecer que em se tratando de determinadas nomenclaturas propostas pela gramática, “nominais” se oriunda de nomes, ou seja, substantivo, adjetivo e advérbio. Assim, evidentemente, chegamos à conclusão de que o termo em estudo (complemento nominal) completa o sentido desses três elementos.

Assim, não raras as vezes, constatamos um usuário aqui, outro ali sentindo-se questionado acerca das semelhanças que há entre o complemento nominal e o objeto indireto - dada a razão de ambos se apresentarem constituídos pelo uso da preposição. Nesse sentido, o artigo por meio do qual temos a oportunidade de travar esse diálogo tem por finalidade realizar algumas abordagens no sentido de fazer com que tais entraves sejam sanados.  Para tanto, façamos uso dos enunciados a seguir:

A insegurança do sentimentoera maior que todos os outros obstáculos que enfrentara.

Temos que nesse exemplo o termo aparece demarcado por uma preposição e completa o sentido do substantivo abstrato “insegurança”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ela chegou repleta de saudades de rever os amigos.

Aqui, temos que o adjetivo “repleta” se encontra complementado pelo termo que aparece, também, ligado pela preposição.

O juiz agiu favoravelmente ao réu.

Nesse caso, temos que o advérbio “favoravelmente” se encontra acompanhado da expressão “ao réu”, que, por sua vez, classifica-se como complemento nominal.

Para compreendermos assim de forma um tanto quanto explícita, não custa retomarmos a algumas ideias, ainda que antes vistas, mas essenciais para fecharmos alguns conceitos relacionados a esse assunto. Tais pressupostos se afirmam pelo fato de que muitos são os nomes (substantivos, adjetivos e advérbios) que derivam de verbos significativos (nocionais), transitivos e intransitivos. Veja:

Do verbo regressar: Regresso às atividades cotidianas.
                                 (substantivo abstrato)

Do verbo confiar: Confiançano amor. 
                              (substantivo abstrato)

Do verbo necessitar: Necessidade de paz.
                                   (substantivo abstrato)

Do verbo obedecer: Obediência aos mais velhos. 
                                  (substantivo abstrato)

Aproveite para conferir as nossas videoaulas relacionadas ao assunto:

O complemento nominal completa o sentido de alguns nomes (substantivo, adjetivo e advérbio)
O complemento nominal completa o sentido de alguns nomes (substantivo, adjetivo e advérbio)

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Cedilha

Afinal, por que a cedilha não está entre as letras do nosso alfabeto?

Modo dos verbos

O verbo pode ser flexionado de três formas diferentes. Revise já!

A ou há?

Aprenda agora mesmo a usar cada uma dessas expressões.

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background