Escolas literárias

Texto:

Realismo


O Realismo é um movimento artístico que buscou objetividade e olhar crítico sobre a sociedade do final do século XIX.



O Realismo foi um dos principais movimentos artísticos do final do século XIX. Com diversas formas de manifestação, a arte realista teve grande importância tanto na Europa quanto no Brasil. Na Literatura, autores como Gustave Flaubert e Machado de Assis são considerados como leitura obrigatória para quem pretende compreender o movimento.

Leia mais: Conheça a geração do Romantismo que possui aspectos realistas  

Origem do Realismo

O Realismo é um movimento artístico cujo precursor, na Literatura, é o francês Gustave Flaubert. A obra Madame Bovary é considerada o primeiro romance realista da história da Literatura.  O livro Memórias póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, é considerado a narrativa inaugural do movimento no Brasil. Veja, abaixo, um trecho inicial desse romance machadiano:

AO LEITOR

Que Stendhal confessasse haver escrito um de seus livros para cem leitores, coisa é que admira e consterna. O que não admira, nem provavelmente consternará é se este outro livro não tiver os cem leitores de Stendhal, nem cinquenta, nem vinte e, quando muito, dez. Dez? Talvez cinco. Trata-se, na verdade, de uma obra difusa, na qual eu, Brás Cubas, se adotei a forma livre de um Sterne, ou de um Xavier de Maistre, não sei se lhe meti algumas rabugens de pessimismo. Pode ser. Obra de finado. Escrevi-a com a pena da galhofa e a tinta da melancolia, e não é difícil antever o que poderá sair desse conúbio. Acresce que a gente grave achará no livro umas aparências de puro romance, ao passo que a gente frívola não achará nele o seu romance usual; ei-lo aí fica privado da estima dos graves e do amor dos frívolos, que são as duas colunas máximas da opinião.

Mas eu ainda espero angariar as simpatias da opinião, e o primeiro remédio é fugir a um prólogo explícito e longo. O melhor prólogo é o que contém menos coisas, ou o que as diz de um jeito obscuro e truncado. Conseguintemente, evito contar o processo extraordinário que empreguei na composição destas Memórias, trabalhadas cá no outro mundo. Seria curioso, mas nimiamente extenso, e aliás desnecessário ao entendimento da obra. A obra em si mesma é tudo: se te agradar, fino leitor, pago-me da tarefa; se te não agradar, pago-te com um piparote, e adeus.

Brás Cubas.

Em Memórias póstumas de Brás Cubas,

Machado de Assis

Nota-se que, nesse trecho do romance, é possível perceber algumas das características fundamentais do Realismo, tais como a perspectiva objetiva e não idealizada da sociedade, assim como uma fina ironia, típica da obra de Machado de Assis.

Contexto histórico do Realismo

Os principais fatos históricos que permeiam o Realismo são:

  • Desenvolvimento de teorias científicas na Europa, tais como o
  • Evolucionismo;
  • Comunismo;
  • Determinismo;
  • Positivismo;
  • Abolição da escravidão no Brasil, em 1888;
  • Proclamação da República brasileira, em 1889;

Saiba mais: Leia sobre este poeta que era de uma escola contemporânea ao Realismo

Principais características do Realismo

As principais características do Realismo remetem a uma oposição ao movimento artístico anterior, o Romantismo. Nesse sentido, opondo-se à idealização amorosa, os realistas representavam figuras humanas profundas, que fugiam aos estereótipos de herói,  da amada ou do vilão, típicos dos românticos. Além disso, a perspectiva egocêntrica, muito comum na segunda geração do romantismo, é substituída por um olhar o mais objetivo possível, buscando representar a realidade de modo impessoal ou crítico, sempre afastando o olhar apaixonado dos objetos retratados.

Principais autores e obras do Realismo

O Realismo foi um movimento amplo e teve manifestações em diversas formas de artes. Nesse sentido, vale a pena conhecer a obra dos seguintes artistas para compreender melhor a estética realista:

  • Gustave Courbet;
  • Jean-François Millet;
  • Auguste Rodin;
  • Jean-Baptiste Camille Corot;
  • Francesco Hayez.

Realismo na Literatura

Para além da obra de Gustave Flaubert, autor do já citado Madame Bovary, vale a pena conhecer outros autores europeus como:

  • Balzac;
  • Eça de Queirós;
  • Émile Zola;
  • Dostoiévski.

Realismo no Brasil

No Brasil, o Realismo teve como principal representante Machado de Assis, autor de célebres livros, como Memórias póstumas de Brás Cubas e Dom Casmurro. Outros autores de destaque em terras nacionais são Aluísio Azevedo, autor de O mulato e O cortiço, romances considerados realistas naturalistas; e Visconde de Taunay, escritor de Inocência.


Ilustração do próprio autor, Gustave Flaubert, para o livro Madame Bovary, umas das obras-primas do Realismo.
Ilustração do próprio autor, Gustave Flaubert, para o livro Madame Bovary, umas das obras-primas do Realismo.
Por: Fernando Marinho