Bom dia: uso ou não do hífen

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte

Bom dia como saudação: sem o uso do hífen; na qualidade de substantivo: com o uso do hífen
Bom dia como saudação: sem o uso do hífen; na qualidade de substantivo: com o uso do hífen

Por certo, uma das questões mais complexas quanto às mudanças oriundas da nova reforma ortográfica se faz representada pelo uso do hífen. Assim, é importante se adequar a elas o quanto antes, ainda que o prazo se estenda um pouco mais.

Exemplos e mais exemplos parecem surgir a todo o instante e, como não poderia ser diferente, apresentamos mais um deles: a expressão “bom dia”, cujo questionamento reside no fato de constarmos se ela é representada com ou sem hífen.

Cumpre ressaltar, portanto, que as saudações – recorrentes no nosso dia a dia –, não apresentam o uso do hífen – assim, o mesmo se aplica a tal expressão (“bom dia”). Veja alguns exemplos:

Bom dia, caros colegas!

Caro usuário, bom dia!

Agora há outra situação em que o uso do hífen se faz presente – quando tal expressão representa um substantivo, geralmente acompanhada de um determinante. Nesse caso ela pode até ser flexionada, dependendo do contexto comunicativo. Vejamos alguns casos:

Disse-nos um bom-dia tão animador, que ficamos bastante felizes.

Tenho saudades daqueles bons-dias proferidos por colegas que não se encontram mais em nossa companhia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Cedilha

Afinal, por que a cedilha não está entre as letras do nosso alfabeto?

Modo dos verbos

O verbo pode ser flexionado de três formas diferentes. Revise já!

A ou há?

Aprenda agora mesmo a usar cada uma dessas expressões.

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background