Bom dia: uso ou não do hífen

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte

Bom dia como saudação: sem o uso do hífen; na qualidade de substantivo: com o uso do hífen
Bom dia como saudação: sem o uso do hífen; na qualidade de substantivo: com o uso do hífen

Por certo, uma das questões mais complexas quanto às mudanças oriundas da nova reforma ortográfica se faz representada pelo uso do hífen. Assim, é importante se adequar a elas o quanto antes, ainda que o prazo se estenda um pouco mais.

Exemplos e mais exemplos parecem surgir a todo o instante e, como não poderia ser diferente, apresentamos mais um deles: a expressão “bom dia”, cujo questionamento reside no fato de constarmos se ela é representada com ou sem hífen.

Cumpre ressaltar, portanto, que as saudações – recorrentes no nosso dia a dia –, não apresentam o uso do hífen – assim, o mesmo se aplica a tal expressão (“bom dia”). Veja alguns exemplos:

Bom dia, caros colegas!

Caro usuário, bom dia!

Agora há outra situação em que o uso do hífen se faz presente – quando tal expressão representa um substantivo, geralmente acompanhada de um determinante. Nesse caso ela pode até ser flexionada, dependendo do contexto comunicativo. Vejamos alguns casos:

Disse-nos um bom-dia tão animador, que ficamos bastante felizes.

Tenho saudades daqueles bons-dias proferidos por colegas que não se encontram mais em nossa companhia.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mais procurados

Coco, côco ou cocô?

Coco”, “côco” e “cocô” são palavras que causam bastante dúvida na escrita. Estão corretas apenas “coco” e “cocô”.

Liev Tolstói

Ele é um dos principais nomes do realismo em seu país e escreveu livros famosos, como os romances Guerra e paz e Anna Karenina.

Ultrarromantismo

O Ultrarromantismo é um movimento literário que corresponde à segunda fase romântica das literaturas portuguesa e brasileira.

Vim ou vir?

Tanto a forma “vim” quanto a forma “vir” estão corretas, mas cada uma delas é usada em situações específicas.

Memórias póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas é o primeiro romance realista de Machado de Assis

Mais procurados background