Você está aqui:
  1. Página Inicial
  2. Gramática
  3. Morfologia
  4. Verbo reaver: aspectos morfológicos

Morfologia

Texto:
Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Verbo reaver: aspectos morfológicos


O verbo “reaver”, assim como tantos outros, perfaz-se de aspectos morfológicos distintos, passíveis ao nosso conhecimento.





O verbo “reaver” se constitui de aspectos morfológicos específicos
O verbo “reaver” se constitui de aspectos morfológicos específicos


Aspectos morfológicos... o termo “morfológicos” remete à Morfologia. Consequentemente, a uma parte da gramática que se ocupa dos estudos relacionados à formação (estrutura), classificação e flexão das palavras.

Pois bem, procurando nos ater de forma específica ao vocábulo “flexão”, esse nos remete às conjugações, já que se trata de uma classe gramatical. Gradativamente vamos aprofundando nossas reflexões e relembrando que flexões se apresentam interrelacionadas com as conjugações. Nesse sentido, após essa sequência de fatos, vamos ao ponto principal que norteia nossa discussão: será o verbo reaver um verbo defectivo?
Ao tentar solucionar tal impasse, há quem o considere como derivado do verbo “ver”; e há aqueles que o consideram como regular, seguindo, pois, todos aqueles paradigmas convencionais de que já temos conhecimento.

Contudo, a conclusão a que devemos chegar é a de que ele se trata de um verbo defectivo, ou seja, um verbo que não se apresenta conjugado em todas as pessoas gramaticais. Em face de tais elucidações, vejamos o porquê disso, conferindo a forma como ele se apresenta conjugado, tendo em vista somente o que o faz se diferenciar dos demais:

Modo indicativo

Nós reavemos

Vós reaveis

Modo subjuntivo

Não se encontra conjugado em nenhuma pessoa gramatical do presente de tal modo. 

Modo imperativo

Somente no imperativo afirmativo, demarcado pela segunda pessoa do plural: reavei vós.

Observação: Nos demais tempos ele segue conjugado normalmente.