Pagar alguém ou pagar a alguém?

Por Vânia Maria do Nascimento Duarte

“Pagar alguém” e “pagar a alguém” caracterizam a regência verbal, na qual o verbo pagar é transitivo direto e indireto
“Pagar alguém” e “pagar a alguém” caracterizam a regência verbal, na qual o verbo pagar é transitivo direto e indireto

Pagar alguém ou pagar a alguém representa uma ação cotidiana, uma vez que estamos sempre realizando pagamentos. Contudo, nosso objetivo com o estudo que ora se evidencia é apontar os pormenores relacionados à regência que demarca tal verbo.

Nesse sentido, quando se fala em regência, um dos principais aspectos que a ela se relacionam é a transitividade, ou seja, quando um verbo é transitivo direto, transitivo indireto ou quando ele assume ambas as posições. Pois bem, para compreender melhor esse assunto, você pode acessar o texto “a relação transitividade x sentido referente a alguns verbos”. Falar sobre transitividade significa, sobretudo, falar sobre a relação que os verbos estabelecem entre seus respectivos complementos – que podem ou não ser intermediados por uma preposição. Assim sendo, de modo a chegarmos a uma efetiva resposta acerca do título em questão, cerquemo-nos de algumas informações:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Como afirmado anteriormente, o verbo pagar representa um daqueles verbos que ocupam tanto a posição de transitivo direto quanto de indireto. Na qualidade de transitivo direto, o objeto direto será sempre representado pela coisa; e na qualidade de transitivo indireto, o objeto indireto será representado pela pessoa, seja esta física ou jurídica.

Assim, torna-se fácil desvendarmos o mistério: nunca pagamos alguém, mas sim a alguém. De modo a ilustrar o que estamos afirmando, perceba os enunciados:

Paguei ao dentista aquela prestação.
             (Obj. indireto) (Obj. direto)

Pagamos ao Banco do Brasil a duplicata que vencia hoje.
                    (Obj. indireto)            (Obj. direto)

Paguei à Companhia Energética a conta de luz.
                     (Obj. indireto)                (Obj. direto)

Dessa forma, lembre-se de que:

Você nunca paga o advogado, o dentista, o professor particular, entre outros, mas sim a eles.

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Cedilha

Afinal, por que a cedilha não está entre as letras do nosso alfabeto?

Modo dos verbos

O verbo pode ser flexionado de três formas diferentes. Revise já!

A ou há?

Aprenda agora mesmo a usar cada uma dessas expressões.

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background