Vocativo

Por Guilherme Viana

Vocativo é um termo isolado da oração, não sendo parte do sujeito e nem do predicado. Serve para chamar a atenção do interlocutor e aparece separado do restante da oração por algum sinal de pontuação. Não deve ser confundido com o aposto.

Leia também: Afim ou a fim?

O que é vocativo?

Vocativos são termos isolados da oração que cumprem função de chamar a atenção do interlocutor ou colocá-lo em evidência no discurso. Por estarem isolados no enunciado, não exercem função de sujeito e nem de predicado, aparecendo separados do restante da oração por alguma pontuação, que normalmente é a vírgula.

Exemplos de vocativo

Os vocativos costumam aparecer isolados da oração por uma vírgula. É comum que estejam no início do enunciado.

  • Amiga, você sabe que horas são?

  • Pessoal, venha ver isso!

  • Carlos e Letícia, já mandei pararem de conversar durante a aula!

Os vocativos também podem aparecer ao final do enunciado. Veja:

  • Você sabe que horas são, amiga?

  • Venha ver isso, pessoal!

  • Já mandei pararem de conversar durante a aula, Carlos e Letícia!

Em casos mais específicos, o aposto pode aparecer no meio da oração, entrecortando-a.

  • Você sabe, amiga, que horas são?

Veja que, nesse caso, o vocativo aparece entre duas vírgulas. Lembre-se: é um termo isolado da oração.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Formação do vocativo

O vocativo é um chamamento ao interlocutor. Desse modo, é composto normalmente por pronomes ou por substantivos (acompanhados ou não de algumas extensões e variações). Veja:

  • Vamos começar a revisão. André: comece lendo em voz alta a pergunta.
    (Vocativo formado pelo substantivo próprio “André”)

  • Você! Venha cá!
    (Vocativo formado pelo pronome “você”)

  • Meu povo, vamos à praia amanhã?
    (Vocativo formado pelo pronome “meu” e pelo substantivo “povo”)

  • Ó natureza do mundo, quão bela és tu!
    (Vocativo formado pela interjeição “ó”, pelo substantivo “natureza” e pela locução adjetiva “do mundo”)

Note, pelo último exemplo, que os vocativos não necessariamente são ou representam pessoas ou seres vivos, podendo ser também coisas ou ideias (recurso muito utilizado na linguagem poética).

Vocativo e pontuação

Veja que a pontuação é essencial para indicar o vocativo, pois ela ajuda a definir a entonação na leitura. A vírgula é a mais usada para separar o vocativo, mas outras pontuações podem ser usadas, como visto nos exemplos acima (com exclamação, dois-pontos ou reticências). Sem pontuação, não é possível isolar o vocativo da oração, fazendo com que o enunciado fique ambíguo.

  • Heitor, meu amigo, é a pessoa indicada para te ajudar!

  • Heitor, meu amigo é a pessoa indicada para te ajudar!

No primeiro caso, o termo entre vírgulas (“meu amigo”) é a pessoa com quem se fala, ou seja, o vocativo “meu amigo”. Heitor é a pessoa de quem se fala: “Heitor é a pessoa indicada para te ajudar!”.

No segundo caso, o vocativo isolado da oração é “Heitor”. Assim, fala-se ao Heitor sobre um amigo que pode ajudar: “Meu amigo é a pessoa indicada para te ajudar!”.

Diferença entre vocativo e aposto

O vocativo é um elemento isolado da oração e, portanto, independente, servindo para chamar a atenção do interlocutor. O aposto, por sua vez, é um termo ligado a outro elemento da oração e serve para explicar, determinar ou especificar o elemento ao qual está ligado.

Elis Regina, cantora brasileira, é um grande ícone da música popular brasileira.

Acima, o termo entre vírgulas especifica o sujeito “Elis Regina”. Por isso, é um aposto do tipo explicativo.

Por favor, Elis, ensine-me a cantar como você!

Nesse outro caso, faz-se um apelo à interlocutora “Elis”, configurando um vocativo.

Atenção! Em determinados casos, fica difícil identificar se um termo é vocativo ou aposto explicativo. Observe:

O gerente que pediu o relatório, Márcio, é muito bravo.

Acima, o termo entre vírgulas poderia servir tanto como vocativo quanto como aposto. No caso da linguagem oral, será possível identificar por meio da entonação. No caso da linguagem escrita, será possível identificar pelo contexto, isto é, por meio do restante do texto que acompanha esse trecho.

Veja também: Onde ou aonde?

O vocativo é usado para chamar atenção do interlocutor.
O vocativo é usado para chamar atenção do interlocutor.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Assinale a alternativa que apresenta vocativo.

A) João, Natália e Gabriela são melhores amigos.

B) Encontramos a sua namorada ontem, a Denise.

C) Eu argumentei, Otávio, mas ele não quis me ouvir.

D) Chico Buarque, meu cantor preferido, também é escritor.

E) Temos mesmo que ir, mamãe não espera.

Resolução

Alternativa C. “Otávio” aparece entre vírgulas. Pelo contexto, trata-se do vocativo.

Questão 2 – Em qual alternativa a vírgula não é usada para separar o vocativo?

A) Aproveitem a promoção! Estou vendendo, gente!

B) Tivemos algum retorno, pessoal?

C) Não vi ninguém da turma ultimamente. Você tem visto, Maiara?

D) Escute, Raul.

E) Mas ainda há muitos peixes no mar, certo?

Resolução

Alternativa E. O termo “certo” não pode ser interpretado como vocativo.

Mais procurados

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Hiato

Saiba como separar as sílabas das palavras que possuem hiato.

Vogal temática

Toda palavra possui uma vogal temática: mito ou verdade?

Complementos verbais

Que tal fazer uma revisão sobre complementos verbais agora?

Carteira de Estudante no Brasil Escola

Acesse e saiba como solicitar a sua carteirinha de estudante Brasil Escola. É rápido e fácil!

Mais procurados background