Goethe

Por Warley Souza

Johann Wolfgang von Goethe é um poeta, romancista e dramaturgo alemão. Ele é um dos principais nomes do romantismo europeu, e Fausto é sua peça teatral mais famosa.

Johann Wolfgang von Goethe, retratado pelo pintor Johann Heinrich Wilhelm Tischbein.
Johann Wolfgang von Goethe é um dos principais nomes do romantismo europeu.

Goethe é um romancista, poeta e dramaturgo alemão. Ele nasceu na cidade de Frankfurt, no dia 28 de agosto de 1749. Mais tarde, se formou em Direito e se tornou ministro da Educação e da Cultura de Weimar. A sua fama como escritor teve início com a publicação do romance Os sofrimentos do jovem Werther, em 1774.

O autor, que faleceu em 22 de março de 1832, em Weimar, é um dos principais nomes do Romantismo alemão. Suas obras são marcadas pela subjetividade, valorização da natureza e culto à liberdade. Seu livro Fausto, uma peça teatral escrita em versos, é uma das obras mais famosas de Goethe.

Leia também: Victor Hugo — um importante nome do romantismo europeu

Resumo sobre Goethe

  • Johann Wolfgang von Goethe é um romancista, poeta e dramaturgo alemão.

  • Nasceu em 1749 e faleceu em 1832.

  • Além de romancista, também foi advogado e ministro de Weimar.

  • As obras do autor fazem parte do Romantismo alemão.

  • Seus textos apresentam caráter sentimental, nostalgia e idealização.

  • A peça teatral Fausto é uma das principais obras desse autor.

Biografia de Goethe

Nascimento e juventude de Goethe

Johann Wolfgang von Goethe nasceu em Frankfurt, na Alemanha, no dia 28 de agosto de 1749. Inicialmente, recebeu educação formal de seu pai, que era um jurista e conselheiro real, para depois ser entregue a tutores. E, na infância, desenvolveu o gosto pelos livros, já que, em sua casa, havia uma grande biblioteca.

A paixão pelo teatro também surgiu na infância, quando tinha aproximadamente quatro anos de idade e foi presenteado, pela avó paterna, com um teatro de marionetes. Assim, Goethe fazia parte de uma família que valorizava o teatro, a literatura, além das outras artes. E tinha recursos financeiros para apreciar todas elas.

O autor tinha aproximadamente dez anos, em 1759, quando os franceses invadiram a cidade durante a Guerra dos Sete Anos. Nessa ocasião, a casa do escritor serviu de moradia para o conde de Thoranc (1719-1794), um comandante do exército francês. Em função disso, a cultura francesa esteve bastante em voga nesse período na Alemanha.

O autor tinha 16 anos quando ingressou na faculdade de Direito da Universidade de Leipzig, para agradar ao pai. Mas também estudava Literatura. Porém, em 1768, precisou abandonar os estudos e voltar para casa, pois estava com tuberculose. Ao se curar, se mudou para Estrasburgo, na França, em 1770, para aí concluir sua faculdade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira e vida amorosa de Goethe

Em 1772, trabalhou como estagiário no Tribunal da Câmara Imperial de Wetzlar. E dois anos depois, em 1774, ficou muito famoso ao publicar seu romance Os sofrimentos do jovem Werther, um marco do Romantismo europeu. O romancista então se mudou para Weimar, onde fez parte do conselho de Estado, em 1776.

Fato marcante na vida do autor foi sua viagem de dois anos pela Itália, iniciada em 1786. Nesse período, Goethe teve um contato mais intenso com a arte italiana. Em 1788, de volta a Weimar, apaixonou-se pela operária Christiane Vulpius (1765-1816). Desse relacionamento, nasceu seu filho August von Goethe (1789-1830).

Goethe foi ministro da Educação e da Cultura de Weimar a partir de 1790. Seu casamento com a mãe de seu filho aconteceu em 1807. Foi fundador da revista Sobre Arte e Antiguidade, em 1816.

Últimos anos de Goethe

Goethe faleceu em 22 de março de 1832, em Weimar. Na ocasião, estava viúvo e sem o filho, morto dois anos antes.

Características literárias de Goethe

Johann Wolfgang von Goethe é um autor do Romantismo alemão. Suas obras apresentam caráter sentimental, visão subjetiva, temática amorosa, idealização e nostalgia. Também é possível apontar a crítica de costumes e a defesa dos ideais de liberdade. Goethe fez parte do movimento alemão Tempestade e Ímpeto.

Essa corrente literária valorizava a integração do ser humano com a natureza. Além disso, os textos de Goethe colocam em foco a individualidade e, portanto, deixam em segundo plano os aspectos coletivos. Goethe, um dos primeiros românticos, evidenciou a futilidade burguesa e a corrupção humana.

Veja também: José de Alencar — um dos principais nomes do romantismo brasileiro

Principais obras de Goethe

Romances de Goethe

  • Os sofrimentos do jovem Werther (1774).

  • Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister (1796).

  • As afinidades eletivas (1809).

  • Novela (1827).

Teatro de Goethe

  • Capricho da amante (1768).

  • Os cúmplices (1769).

  • Götz von Berlichingen da mão de ferro (1771).

  • Clavigo (1774).

  • Fausto Zero (1775).

  • Stella (1775).

  • Egmont (1775).

  • Ifigênia em Táuride (1779).

  • Torquato Tasso (1780).

  • Filha natural (1803).

  • Fausto I (1806).

  • Fausto II (1832).

Poesia de Goethe

  • Divã ocidento-oriental (1819).

Poemas épicos de Goethe

  • Reineke-Raposo (1793).

  • Hermann e Doroteia (1797).

Poemas de Goethe

Do livro Divã ocidento-oriental, veremos primeiro o poema “Hégira”. Em seus versos, o eu lírico mostra nostalgia de um passado idealizado. Em um ambiente oriental, ele experimenta a beleza, o prazer, a liberdade e a simplicidade:

Norte e oeste e sul se espalham,
tronos racham, reinos falham.
Vai-te à terra oriental,
sorve o ar patriarcal.
Pois no amar, beber, cantar
Vai Chadir te remoçar.

Onde tudo é justo e puro
gerações, com muito apuro,
buscarei na funda origem,
de onde ouviam — sem vertigem —
na sua língua o tom de Deus,
sem partir os crânios seus.

Onde os pais ainda honravam,
e maus cultos rejeitavam;
vou gozar do desatino,
com fé ampla e pouco tino,
já que o forte era a palavra,
pois falada era a palavra.

Aos pastores vou mesclar-me,
num oásis saciar-me,
trago em caravana e a pé
xale, almíscar e café.
Quero andar pelas picadas
do deserto até as muradas.

Nos rochedos, pela trilha,
com sua mula vai o guia;
às estrelas canta alto —
medo assoma os maus de assalto.
Ó Hafez! sem teus poemas
esta terra tem problemas.

Pelas termas e tavernas
tuas honras canto eternas:
meu benzinho sopra o véu,
cachos de âmbar solta ao léu.
Sim, o poeta, sussurrando,
deixa as huris se corando.

Saibam todos que o invejam
ou que seu caminho pejam
que os poemas sempre pedem
baixinho à porta do Éden
uma dádiva singela:
uma vida eterna e bela. |1|

Também do livro Divã ocidento-oriental, veremos o poema “Livre-senso”. Nele, o eu lírico valoriza a natureza, a simplicidade e a liberdade:

Me deixe estar sobre a minha sela!
Fiquem nas suas tendas, suas celas!
E eu vou trotar ao longe, ao léu,
apenas estrelas sobre o chapéu.

Ele pôs constelações,
como guia em terra e mares,
para que, em exultações,
vocês ergam seus olhares. |2|

Análise da obra Fausto, de Goethe

Capa do livro “Fausto”, de Johann Wolfgang von Goethe, publicado pela editora 34.
Capa do livro Fausto, de Johann Wolfgang von Goethe, publicado pela editora 34. [1]

Fausto, peça teatral escrita em versos, fala sobre a corrupção inerente à espécie humana. Assim, apresenta o personagem Fausto, um homem que abre mão de sua alma em troca de poder. Mefistófeles é um demônio que, para provar que cada ser humano tem um preço, escolhe Fausto, homem aparentemente incorruptível.

A verdade é que Fausto se torna um joguete nas mãos de Deus e do diabo, já que Mefistófeles faz uma aposta com Deus, ou seja, que seu servo Fausto aceitaria vender a alma ao diabo. Desse modo, Fausto aceita a proposta de Mefistófeles, fica jovem outra vez e conquista a bela Margarida.

Para realizar seus desejos, Fausto se torna um assassino e leva Margarida a matar o próprio filho recém-nascido, sendo presa por isso. A peça de Goethe, portanto, é uma tragédia repleta de emoções e referências religiosas. Ela traz um tema universal, isto é, a luta entre o bem e o mal.

O arrependimento do protagonista, no final, traz uma mensagem de esperança. No entanto, Goethe mostra a fragilidade humana e comprova que o desejo individual e a ambição podem levar à destruição. Ao fazer um pacto com o diabo, Fausto escolhe o mal em vez do bem, de forma que a realização de seus desejos não pode trazer a felicidade.

Frases de Goethe

A seguir, vamos ler algumas frases de Johann Wolfgang von Goethe, extraídas de suas obras As afinidades eletivas e Máximas e reflexões:

  • “Um grande sacrifício é fácil, os pequenos sacrifícios contínuos é que são difíceis.”

  • “Alguns livros parecem ter sido escritos não para nos instruir, mas para nos informar que o autor sabia de alguma coisa.”

  • “A felicidade suprema do pensador é sondar o insondável e venerar em paz o insondável.”

  • “Se soubessem onde está o que procuram, não estariam procurando.”

  • “Você nunca vai satisfazer uma expectativa.”

  • “A tolerância deve ser apenas um estado transitório, que deve levar ao respeito.”

  • “Tolerar é ofender.”

Notas

|1| e |2| GOETHE, Johann Wolfgang von. Divã ocidento-oriental. Tradução de Daniel Martineschen. São Paulo: Estação Liberdade, 2020.

Crédito de imagem

[1] Editora 34 (reprodução)

Fontes

CARVALHO, André Alves de. O Meister de Goethe entre a educação estética, a Bildung e a Crítica. 2021. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2021.

GOETHE, Johann Wolfgang von. Divã ocidento-oriental. Tradução de Daniel Martineschen. São Paulo: Estação Liberdade, 2020.

GOETHEZEIT PORTAL. Johann Wolfgang von Goethe: chronologie (1749-1832). Disponível em: http://www.goethezeitportal.de/wissen/dichtung/schnellkurs-goethe/chronologie.html.

LE FIGARO. Johann Wolfgang Goethe a dit… Disponível em: http://evene.lefigaro.fr/citations/johann-wolfgang-von-goethe.

MARANGON, Márcio Luís. A formação humana em Goethe na obra: Os anos de aprendizado de Wilhelm Meister. 2018. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Humanidades, Ciências, Educação e Criatividade, Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2018.

REIS, Diego Geovan dos. As viagens do grand tour sob a perspectiva do processo de aprendizagem ao longo da vida: reflexões fenomenológicas da obra Viagem à Itália, de Johann Wolfgang von Goethe. 2018. Dissertação (Mestrado em Educação) – Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Estadual do Centro-Oeste, Irati, 2018.   

Mais procurados

Coco, côco ou cocô?

Coco”, “côco” e “cocô” são palavras que causam bastante dúvida na escrita. Estão corretas apenas “coco” e “cocô”.

Liev Tolstói

Ele é um dos principais nomes do realismo em seu país e escreveu livros famosos, como os romances Guerra e paz e Anna Karenina.

Ultrarromantismo

O Ultrarromantismo é um movimento literário que corresponde à segunda fase romântica das literaturas portuguesa e brasileira.

Vim ou vir?

Tanto a forma “vim” quanto a forma “vir” estão corretas, mas cada uma delas é usada em situações específicas.

Memórias póstumas de Brás Cubas

Memórias póstumas de Brás Cubas é o primeiro romance realista de Machado de Assis

Mais procurados background