Orações subordinadas adjetivas

Por Elivelto Cardoso e Silva

As orações subordinadas adjetivas estão dentro do conjunto de orações compostas por subordinação, têm valor adjetivo e exercem a função sintática de adjunto adnominal.

Ilustração traz mulher mostrando duas opções com as mãos: de um lado, “adjetivas explicativas”; de outro, “adjetivas restritivas”.
As orações subordinadas adjetivas estão presentes em diversos tipos de texto e são classificadas como restritivas ou explicativas.

As orações subordinadas adjetivas são orações que, assim como todos os outros tipos de orações subordinadas, são dependentes de uma outra oração, a oração principal. As orações subordinadas adjetivas, conforme a própria nomenclatura indica, têm valor adjetivo e, por isso, exercem a função sintática de adjunto adnominal. A depender da estruturação sintática, essas orações são classificadas como restritivas ou explicativas.

Leia também: O uso da vírgula entre os períodos compostos por subordinação

Resumo sobre as orações subordinadas adjetivas

  • As orações subordinadas adjetivas exercem a função sintática de adjunto adnominal.

  • A depender da estruturação sintática, são classificadas como restritivas ou explicativas.

  • As orações subordinadas adjetivas restritivas não aparecem entre vírgulas e restringem o significado de um termo presente na oração principal.

  • As orações subordinadas adjetivas explicativas são apresentadas entre vírgulas e agregam, por meio de explicação, informações e qualidades a um termo presente na oração principal.

  • Outros tipos de orações subordinadas são: substantivas e adverbiais.

O que são as orações subordinadas adjetivas?

As orações subordinadas adjetivas são chamadas dessa forma porque, quando ocorrem, demonstram dependência entre orações e porque exercem função sintática de adjetivo em relação à oração principal.

Essas orações exercem a função de adjunto adnominal e, a depender de sua estruturação, são divididas entre restritivas ou explicativas, assim, expressam construções de sentido diferentes nos enunciados. Além disso, são iniciadas pelos pronomes relativos “que”, “quem”, “cujo”, “quanto”, “onde” etc.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de orações subordinadas adjetivas

As orações subordinadas adjetivas podem ser restritivas ou explicativas. Quando restritivas, limitam parte de um conjunto, restringindo o sentido do termo antecedente e, via de regra, não são separadas por pontuação. Quando explicativas, modificam um termo presente na oração principal, generalizando-o ou apresentando um comentário sobre ele. Além disso, são sempre separadas por vírgula ou, com menor frequência, por travessões ou parênteses.

Exemplos de orações subordinadas adjetivas restritivas

  • “Os alunos que participaram de todas as aulas extras não tiveram dificuldades na prova.”

Nesse caso, a oração restritiva em destaque demonstra que uma parte do conjunto “alunos” não teve dificuldades na realização de uma prova. Não todos os alunos, apenas uma parte do conjunto. Então, apenas os alunos “que participaram de todas as aulas extras” obtiveram bons resultados; os que não participaram das aulas tiveram dificuldades.

  • “Ontem, Mário saiu com o carro que comprou em São Paulo.”

Nesse outro caso, a oração restitiva em destaque demonstra que “Mário” possui mais de um carro e, conforme o contexto oracional, usou um específico para sair, o carro comprado em São Paulo. Mais uma vez, podemos perceber que as orações restritivas limitam parte de um conjunto.

  • “Os corredores que treinavam diariamente foram classificados para a final.”

De forma análoga aos casos anteriores, a oração restritiva delimita uma parte específica de um conjunto. Ela indica que apenas alguns corredores foram classificados para a final, os corredores que treinavam diariamente.

Exemplos de orações subordinadas adjetivas explicativas

  • “Os alunos, que participaram de todas as aulas extras, não tiveram dificuldades na prova.”

Nesse caso, a oração explicativa expõe uma informação sobre o conjunto “alunos”, e não sobre uma parte do conjunto. Logo, a oração adjetiva indica que todos os alunos participaram das aulas extras e, por isso, não enfrentaram dificuldades na resolução da prova.

  • “Ontem, Mário saiu com o carro — que comprou em São Paulo.”

Nesse caso, a oração explicativa, estruturada por travessão, indica uma informação específica sobre a origem do carro de Mário.

  • “Os corredores, que treinavam diariamente, foram classificados para a final.”

Como nos casos anteriores, a oração subordinada adjetiva explicativa expõe uma informação sobre um termo presente na oração principal. A oração indica que todos os corredores, e não uma parte do conjunto “corredores”, treinaram bastante e, por isso, foram classificados para a final.

Leia também: Orações subordinadas desenvolvidas e reduzidas

Outras orações subordinadas

Além das orações subordinadas adjetivas, na língua portuguesa existem outras orações subordinadas que merecem ser mencionadas e, sobretudo, estudadas, pois são fundamentais para a elaboração e a expressão de raciocínios lógicos, coerentes e complexos no discurso. Vejamos:

Exercícios resolvidos sobre orações subordinadas adjetivas

Questão 1

(TJ/SC 2009) Há exemplo de oração subordinada adjetiva restritiva em:

a) Esse fóssil se compõe de exemplares de Paleodictyon nodosum, que, por viverem em condições extremas no fundo dos oceanos, acabaram protegidos dos ciclos predatórios.

b) O magistrado afirma que os tribunais devem fixar prazo ao Poder competente para a adoção das providências necessárias.

C) Estuda-se o incentivo fiscal às empresas que, possuindo mais de 20 funcionários, tenham no mínimo 20% de negros em seu quadro profissional.

d) Quando um ciclone nasce e se desenvolve no oceano Atlântico, ele é chamado furacão.

e) A comunicação com o usuário se processa através dos famigerados call centers, cujos serviços são terceirizados.

Resolução:

Alternativa C

O sentido de parte do conjunto “empresas” é restringido por “que, possuindo mais de 20 funcionários, tenham no mínimo 20% de negros em seu quadro profissional”. Isto é, o incentivo fiscal será concedido apenas às empresas que apresentam as qualidades expressas na oração subordinada adjetiva, e não a todas as empresas.

Questão 2

(Funcab MPE-RO 2012) Em “(…) Garanto: naquela região se operam, de fato, milagres QUE SALVAM VIDAS DIARIAMENTE. (…)”, a oração em destaque classifica-se como:

a) subordinada substantiva subjetiva.

b) subordinada substantiva predicativa.

c) coordenada sindética explicativa.

d) subordinada adjetiva restritiva.

e) subordinada adjetiva explicativa.

Resolução:

Alternativa D

A oração “que salvam vidas” restringe o significado de uma parte do conjunto “milagres”, visto que não se está falando sobre quaisquer milagres, mas especificamente sobre aqueles que salvam vidas.

Questão 3

A única alternativa que possui uma oração subordinada adjetiva explicativa é:

a) Lá no morro estava um lobo que uivava.

b) Gosto de ouvir os pássaros a cantar de tarde.

c) Este é o cão treinado para meu filho.

d) As crianças que não brincam ao ar livre não são saudáveis.

e) Os gatos, que são animais domésticos, necessitam de muita atenção.

Resolução:

Alternativa E

A oração adjetiva “que são animais domésticos” é uma oração explicativa, pois está entre vírgulas e expressa uma informação extra sobre o conjunto “gatos”.

Mais procurados

TCC

Conheça nossas dicas para entender sobre a dedicatória em um TCC.

Uso dos porquês

Conte com o artigo para não errar mais o uso dos porquês.

Hiato

Saiba como separar as sílabas das palavras que possuem hiato.

Vogal temática

Toda palavra possui uma vogal temática: mito ou verdade?

Complementos verbais

Que tal fazer uma revisão sobre complementos verbais agora?

Mais procurados background